13/03/2019 10:16:00

Adalto comenta sobre necessidades na infraestrutura da cidade e pede entendimento para retirada de entulhos

Autor: Ass. Com. do Legislativo

Parabenizou o Departamento de Novos Convertidos da igreja Assembleia de Deus, pela realização de um congresso que aconteceu no último final de semana e reuniu um bom número de pessoas. Ainda congratulou o presidente da igreja, Pastor Antônio Mendes e o vice, Antônio Neto.

Em tribuna livre na segunda-feira (11.03), o parlamentar Adalto de Souza (PSC), disse que houve algumas melhorias no prolongamento da avenida Brasil bairro Vida Nova, onde foi roçado o capim que tinha na margem da via. Mas os outros problemas não tiveram solução ainda. As cobranças se justificam também porque minutos antes, o próprio líder (Juca Moro), comentou que está havendo um surto de Dengue no município.

VEJA TAMBÉM:
Buracos, mato alto e bueiros a céu aberto; Adalto pede intervenção do líder do executivo para resolver questões

Além disso, recebeu uma cobrança de um morador que reclamou de um buraco grande que existe na rua Haiti, trecho entre a rua Montevidéu e av. Padre Antônio. Por isso pediu que o Lider do Executivo leve essa demanda.

Ele também comentou o problema dos entulhos, disse que é preciso haver um entendimento para recolher e melhorar a situação pois em algumas ruas, como por exemplo a Rua Havana, as pessoas estão jogando o lixo no meio da via. Além disso, acrescentou que o acúmulo de entulho favorece o aumento de focos de Aedes Aegipt, mosquito causador da Dengue, haja visto que está ocorrendo um surto na cidade.

A respeito do relato de um morador que não conseguiu na Farmácia Pública, um remédio que custa R$ 1.5, Adalto entende a burocracia das licitações, mas ponderou que se este tipo de compra (via consórcio de saúde) está dando problemas, é preciso mudar a forma de compra. “A população não pode ficar sem o medicamento, peço que a administração olhe com atenção e carinho este caso”, concluiu.